Categories
Recent Posts

Blog

Conversa banal

Conversa banal

As conversas iniciais são agora uma memória distante e você já é uma participante ativa no mundo social. Mas em festas, bares ou discotecas não tem necessariamente de querer partilhar a história da sua vida com todas as pessoas que lhe aparecerem pela frente. Quer apenas passar algumas horas. É aqui que entra a troca de banalidades. Sim, pode ser superficial, mas também é extremamente útil.

 

Além de ser interessante, esta mini conversa deve estabelecer:

1. Quem é quem.

2. Quem evitar.

3. Com quem falar a seguir.

Quando está a ter uma conversa banal socialmente evite os seguintes tópicos (pelo menos até ter tomado algumas bebidas ou se conhecerem bem): política, religião, salários, implantes mamários, celulite, pêlos, boys bands fabricadas, alpendres de jardim, verrugas, Afeganistão e telenovelas. Vai aborrecer ou assustar os pobres coitados de morte ou vão pensar que é uma

mentecapta. Depois de ter passado a fase das apresentações, pode perguntar: “Qual é a sua profissão?” É (normalmente) um tópico interessante e diz (sempre) muito sobre a pessoa com quem está a conversar.

Na conversa banal, o seguinte é obrigatório: não domine, oiça sempre e nunca interrompa a frase de outra pessoa só porque acha que sabe o que vão dizer ou quer concordar com elas.

E lembre-se, por vezes as pessoas simplesmente não desejam conversar ou podem ter outras coisas em que pensar. Se não obtém reação, não insista.

0