Quem diria que um simples “olá” pode ser tão complicado? Quando se deve beijar, quando se deve abraçar, quando se deve apertar a mão? Um movimento em falso e dá-se logo má impressão.
Todos possuímos as nossas formas de comunicação com amigos e família, e o que é certo para uma pessoa pode não ser apropriado para outra. Existem sugestões úteis para lidar com outras situações.

11 Marido Namorado Amante - Namorados / Maridos / Amantes

Namorados / Maridos / Amantes

Em público, mantenha as atividades físicas ao mínimo – ningúem, independentemente da sua orientação sexual deve dar um espetáculo de sexo ao vivo na esquina de uma rua. Faz com que os outros se sintam embaraçados, solitários ou até pervertidos. Claro que, quando está escuro e já bebeu bastante, dar um abraço enquanto espera pelo comboio/táxi/pai que a vá buscar, é mais aceitável. Está a tentar manter-se quente e consciente.

Republished by Blog Post Promoter

10 Estrangeiros - Estrangeiros

Estrangeiros

Se não conhece bem os usos e costumes culturais de pessoas de outro país, dê um aperto de mão e sorria bastante. Se tiver dúvidas sobre a mensagem que está a tentar passar, um sorriso faz milagres, pelo menos até ficar a conhecer as pessoas. Depois pode juntar-se à tendência local, quer esta seja de um, dois ou três beijos no rosto.

Se está a conhecer estrangeiros em ambiente profissional, faça o seu trabalho de casa antecipadamente – não vale a pena perceber que ofendeu o seu futuro cliente quando já estiver no avião de regresso a casa.

Republished by Blog Post Promoter

08 Familiar novo ou distante1 - Familiares novos ou distantes

Familiares novos ou distantes

Você é chegada por um lado, mas não sabe como os deve abordar? O meu conselho é que é melhor ser-se simpática do que formal. É melhor sair de um encontro pensando que foi excessiva do que imaginar que outra pessoa pensa em si como sendo rude ou fria.

Republished by Blog Post Promoter

13 Beijar para impressionar - Beijar para impressionar

Beijar para impressionar

Algumas pessoas tentarão beijá-la imediatamente — não porque gostam de si, mas porque querem parecer elegantes, íntimas ou sensíveis. Não se sinta embaraçada se esticar a mão
enquanto elas esticam o rosto. Cumprimentar as pessoas desta forma é um gesto normal. Nunca saberá se elas pensam que aquilo é apropriado, mas desde que tenha realizado o gesto positivo tudo o resto se resolverá.

Beijar o ar pode parecer incrivelmente pretensioso. Se não gosta da pessoa o suficiente para lhe tocar, porque fingem que se estão a beijar? Não estou a pedir que lhe sugue as bochechas, mas o espaço de dois centímetros de distância entre a cara e a boca parece ridículo e serve apenas para realçar a sua distância emocional.

É educado ajudar uma senhora com uma marca de batom no rosto. Ela prefere que uma estranha lhe diga do que descobrir por si própria ao final do dia. (O mesmo se aplica a informar os outros sobre saias repuxadas, etiquetas de fora e o clássico cenário do
papel higiénico agarrado ao sapato. Sofrerão dez segundos de tormento mútuo, mas isso é melhor que um dia inteiro arrependimento). Novamente, faça aos outros…

Republished by Blog Post Promoter

07 Chefes - Chefes

Chefes

Seja sempre tão formal quanto possível até estar familiarizada com o território. Deixe-os passar à sua frente e nunca assuma que pode imitar o comportamento de outro colega.

Republished by Blog Post Promoter

09 Loja Restaurante - Lojas / Restaurantes

Lojas / Restaurantes

Olhe para as pessoas sempre diretamente nos olhos e seja sempre bem-educada. Só porque alguém é pago para servir não significa que pode agir como se fosse superior. Um “olá” e um “obrigada” são essenciais.

Republished by Blog Post Promoter

Time executed 0 seconds