180 Brigada do ódio - Brigada do ódio

Brigada do ódio

Algumas pessoas odeiam-na, faça o que fizer. Elas têm uma opinião e você não consegue alterá-la. Não se preocupe… o problema é delas. As pessoas são cruéis para as outras por muito poucas razões – e normalmente não tem nada a ver com facto de a pessoa merecer ou não.

1. Inveja – a maneira mais rápida de pôr alguém fora do poleiro é ridicularizá-la ou fazê-la questionar a sua auto-estima. É psicologia clássica: se uma pessoa é bonita, lembre-lhe que tem um traseiro enorme; se uma pessoa tem uma boa relação amorosa, lembre-lhe as anteriores conquistas do namorado. É tão transparente como um vitral… mas doloroso, eu sei.

2. Tristeza – as pessoas felizes estão geralmente tão ocupadas a ser felizes que não têm tempo para ser invejosas, más ou apunhalar pelas costas. As pessoas tristes têm muito tempo para estas ocupações. Ofereça-lhes ajuda, mas, se elas recusarem, pouco mais pode fazer. Primeiro elas têm de se ajudar a si próprias – e não se deixe levar por elas. As pessoas negativas são contagiosas.

3. Atração sexual – os rapazes só perseguem e puxam o rabo-de-cavalo às raparigas de quem gostam. Os homens fazem o mesmo na idade adulta. Um indivíduo passa muito tempo a aborrecê-la por causa de um erro que cometeu no trabalho? Ele está a fazer-se a si.

Republished by Blog Post Promoter

58 Estrangeiros - Estrangeiros

Estrangeiros

Os estrangeiros ficam limitados na conversa porque, por vezes, podem não se saber falar outra língua, mas no mundo moderno há que tentar conhecer, pelo menos superficialmente, as pessoas. Se não consegue dizer algumas frases na língua do outro, pelo menos elogie o seu país de origem, se já lá esteve, e descubra mais se nunca lá foi (mas não faça perguntas parvas como: “Conhece o meu primo que vive nas montanhas?” ou “Lá de onde vocês vêm existe eletricidade?”) Seja patriótica mas nunca racista nem nacionalista, e responda a qualquer questão que coloquem sobre o seu país.

Republished by Blog Post Promoter

98 Falemos de texto - Falemos de texto

Falemos de texto

Escrever uma mensagem de texto pode ser rápido, barato e divertido – e uma mensagem pode ser ignorada até estar pronta a responder, que é o melhor de tudo. Regra número um: não se transforme numa viciada das mensagens escritas. É má educação enviar mensagens de texto quando está com outras pessoas. Especialmente num encontro amoroso (exceto se se quiser ver livre do indivíduo). Se recebe uma mensagem, verifique-a imediatamente e, se for urgente, responda. Se for apenas uma mensagem casual e com fofocas, ignore-a até estar sozinha… será uma distracção útil enquanto o seu companheiro vai à casa de banho. Novamente tenha consideração quando tecla furiosamente – isso pode ser irritante em determinados ambientes.

Republished by Blog Post Promoter

131 Animais de estimação - Animais de estimação

Animais de estimação

Nem todos acham que os animais são mágicos. Mantenha os animais e as áreas que eles usam longe dos convidados, e solte-os apenas se tiver absoluta certeza que serão bem recebidos. É engraçado, mas as pessoas não gostam que os animais os cheirem nem lhes lambam a cara enquanto apreciam um copo de champanhe. Veja também se a sua casa tem cheiro de animais – normalmente você está tão habituada que nem o consegue detetar, mas isso pode desencorajar os convidados.

Republished by Blog Post Promoter

150 Humor casa de banho - Humor de casa de banho

Humor de casa de banho

Sujar a casa de banho pode fazê-la corar. Nenhum convidado deixaria marcas na casa de banho de outra pessoa. Primeiro verifique se existe uma escova: agradeça aos céus se houver alguma e prepare-se para um mau bocado se não existir nenhuma. Arme-se com bastante papel higiénico, puxe o autoclismo pela segunda vez e esfregue violentamente enquanto tapa o nariz com a outra mão.

Republished by Blog Post Promoter

25 O médico - No médico

No médico

Aqui, juntamente com o medo de esperar muito tempo e de apanhar um vírus, existe sempre a preocupação de o médico pensar que está a fazê-lo perder tempo… E então, está? Não, por isso não se sinta culpada por estar ali. E não se sinta mal por se afastar das pessoas que espirram – tem o direito de estar nervosa. Peça para ser atendida por uma médica se acha que a faz sentir melhor. Use sempre roupa interior com a qual não se preocupa de a verem vestida, caso lhe peçam para se despir. Saiba que os médicos estão ali para ajudar e já viram tudo um milhão de vezes. Mais vale prevenir que remediar.

Republished by Blog Post Promoter

Time executed 0 seconds