Aqui encontra algumas regras básicas para as boas maneiras no dia-a-dia que tornarão a sua vida — e a vida dos que a rodeiam — muito mais simples. Não existem regras rígidas e não vamos fingir que há uma só forma correcta de nos comportarmos em diversas situações. Mas se começar por fazer aos outros aquilo que gostaria que lhe fizessem a si, não andará muito longe.

25 O médico - No médico

No médico

Aqui, juntamente com o medo de esperar muito tempo e de apanhar um vírus, existe sempre a preocupação de o médico pensar que está a fazê-lo perder tempo… E então, está? Não, por isso não se sinta culpada por estar ali. E não se sinta mal por se afastar das pessoas que espirram – tem o direito de estar nervosa. Peça para ser atendida por uma médica se acha que a faz sentir melhor. Use sempre roupa interior com a qual não se preocupa de a verem vestida, caso lhe peçam para se despir. Saiba que os médicos estão ali para ajudar e já viram tudo um milhão de vezes. Mais vale prevenir que remediar.

Republished by Blog Post Promoter

27 O spa - O spa

O spa

Pode ser intimidante para si ficar como veio ao mundo, saltar para cima de uma mesa e colocar-se nas mãos de um profissional. Mas eles também já viram tudo antes – e até muito pior – por isso não fique nervosa. A maioria nem está preocupada em olhar, concentra-se noutra coisa. Um bom terapeuta explica o que vai acontecer e que peças de roupa pode deixar vestidas. Se não o fizerem, pergunte. É-lhe permitido fazê-lo.

 

Eis mais algumas sugestões:

♦ Não se preocupe se a roupa interior não combinar – você está a fazer um tratamento e não a passar modelos de lingerie. Num tratamento corporal devem ser-lhe oferecidas cuecas de papel.

♦ Não se sinta na obrigação de conversar. Ê um elogio para o terapeuta se você relaxar… e até dormitar.

♦ Não tem de dar gorjeta em tratamentos de beleza e de saúde, mas, se o tratamento foi muito bom, dez por cento é uma boa orientação.

♦ Mantenha a roupa vestida a não ser que tenha instruções em contrário, por exemplo na sauna ou no banho turco. Use o seu senso comum para distinguir pervertidos e não se sinta mal se apresentar queixa caso alguém esteja a olhar para si de forma estranha através do vapor.

♦ Se tem de usar um solário, limpe-o antes e depois de o utilizar e não permaneça lá durante muito tempo — pode haver uma fila a formar-se lá fora.

Republished by Blog Post Promoter

28 Reuniões de amigos - Reuniões de amigos distantes

Reuniões de amigos distantes

Bem, não são ocorrências diárias, mas, quando se é convidada para uma, já sabemos como vai ser: ver pessoas que evitámos durante anos levanta várias questões – e irritantes dúvidas quanto a se engordámos/ficámos chatas/com rugas. Mas deve comparecer. Reencontros do passado podem fazê-la sentir-se nostálgica e calorosa, mas fazer um apanhado da sua nova vida para contar a virtuais estranhos pode ser uma boa oportunidade para alguma auto-análise. Todos estarão nervosos, por isso parta desse princípio quando vir a primeira cara amigável e tudo correrá bem.

Republished by Blog Post Promoter

Segredos de sucesso - Segredos de Sucesso!

Segredos de Sucesso!

♦ Um sorriso não custa nada.

♦ Nem todas as pessoas gostarão de si, por isso não se preocupe em agradar sempre a todos. Aja de forma a ficar orgulhosa de si própria. Um brinde que tem muito sentido é o “Aos que nos amam, e os que não nos amam que vão para o inferno!”. Não perca tempo com aqueles que não pensam em si.

♦ Depois de ter sido apresentada a alguém, cumprimente sempre que a encontrar. Mesmo que não se consiga lembrar de onde a conhece, diga “olá”. Se alguém não corresponder à sua saudação, dê o seu dever moral por cumprido e
continue em frente.

♦ Se encontra uma pessoa quando está com pressa, pergunte o básico e depois explique que tem pressa e mostre-se feliz por essa pessoa estar bem / feliz / planear as férias, entre outras coisas. Não fique ali a tamborilar os dedos nem a entrar em pânico.

♦ Não apresente as pessoas pelas alcunhas, exceto se elas usarem normalmente esse nome. E não faça comentários sobre a vida pessoal, do género “É o João, acabou de se divorciar.” Cabe-lhes a elas partilhar essa informação.

♦ Não deixe a porta bater na cara de alguém. Deve segurá-la para a outra pessoa. Se chegar a uma porta ao mesmo tempo que outra pessoa deixe-a passar primeiro.

♦ Não acaricie o estômago de uma mulher grávida sem perguntar primeiro.

♦ Cair na rua é uma experiência mortificante… mas tente rir da situação. Levante-se, verifique se partiu algum salto, se tem alguma malha caída ou se tem cortes e arranhadelas e sorria. Acabou de animar o dia de toda a gente.

♦ Estar doente em público é sempre um pesadelo, por isso, se for possível, fique em casa. Não se quer arriscar a vomitar ou salivar em público (nem sequer vou mencionar o drama que é a diarreia) e além disso não melhora ao tentar manter
uma imagem digna nessas alturas. As outras pessoas também não vão gostar de ser contagiadas e culpá-la-ão por isso.

♦ Aprender a morder a língua é muito útil. Sim, provavelmente tem razão, mas o mundo ainda não está preparado para a sua filosofia. Guarde-a para os amigos
mais íntimos.

♦ Nunca bata nas pessoas a não ser que estejam a ter um ataque de tosse, a tentar atravessar a estrada na altura errada ou a pôr a mão na sua saia. As lutas de raparigas e todo aquele puxar de cabelos implícito são especialmente patéticos. Dar meia volta faz uma afirmação muito mais elegante.

♦ Em resumo, trate todas as pessoas com respeito – a não ser que elas lhe tenham provado que não o merecem. Deixe as suas boas maneiras falarem por si e provavelmente receberá o mesmo em troca.

Republished by Blog Post Promoter

08 Familiar novo ou distante1 - Familiares novos ou distantes

Familiares novos ou distantes

Você é chegada por um lado, mas não sabe como os deve abordar? O meu conselho é que é melhor ser-se simpática do que formal. É melhor sair de um encontro pensando que foi excessiva do que imaginar que outra pessoa pensa em si como sendo rude ou fria.

Republished by Blog Post Promoter

13 Beijar para impressionar - Beijar para impressionar

Beijar para impressionar

Algumas pessoas tentarão beijá-la imediatamente — não porque gostam de si, mas porque querem parecer elegantes, íntimas ou sensíveis. Não se sinta embaraçada se esticar a mão
enquanto elas esticam o rosto. Cumprimentar as pessoas desta forma é um gesto normal. Nunca saberá se elas pensam que aquilo é apropriado, mas desde que tenha realizado o gesto positivo tudo o resto se resolverá.

Beijar o ar pode parecer incrivelmente pretensioso. Se não gosta da pessoa o suficiente para lhe tocar, porque fingem que se estão a beijar? Não estou a pedir que lhe sugue as bochechas, mas o espaço de dois centímetros de distância entre a cara e a boca parece ridículo e serve apenas para realçar a sua distância emocional.

É educado ajudar uma senhora com uma marca de batom no rosto. Ela prefere que uma estranha lhe diga do que descobrir por si própria ao final do dia. (O mesmo se aplica a informar os outros sobre saias repuxadas, etiquetas de fora e o clássico cenário do
papel higiénico agarrado ao sapato. Sofrerão dez segundos de tormento mútuo, mas isso é melhor que um dia inteiro arrependimento). Novamente, faça aos outros…

Republished by Blog Post Promoter

Time executed 0 seconds