Existem poucos prazeres na vida melhores do que acolher os amigos e as pessoas amadas em nossa casa e anunciar que “mi casa es su casa”. É tão divertido mostrar a sua generosidade, dons culinários e a decoração. Mas são necessárias mais do que algumas garrafas de vinho para que as pessoas se sintam à vontade em sua casa.

123 Mau convidado - Um convidado que vai demasiado longe

Um convidado que vai demasiado longe

A sua hospitalidade não se deve estender a telefonemas de longa distância, à pilhagem do seu armário de bebidas, à presença de substâncias ilegais em sua casa, a estranhos vagueando pela casa a meio da noite ou a favores sexuais. Geralmente os convidados devem sentir-se cm casa mas não agir como se estivessem na casa deles. É tudo uma questão de respeito.

Republished by Blog Post Promoter

132 Crianças - Crianças

Crianças

Da mesma forma, algumas pessoas não gostam muito de crianças. Na verdade, para quem não é pai ou mãe, é difícil compreender a atração por estas criaturas que guincham, choram e vomitam muito.

Nunca apareça num jantar com as crianças a reboque exceto se tiver confirmado com antecedência. E não se sinta ofendida se a resposta for “não” – as pessoas querem conversar consigo e não vê-la a mudar fraldas. Aprecie uma noite fora sem os pequenos por uma vez.

Se vai dar uma festa e tem crianças, suborne os que tiverem mais de cinco anos para ficarem numa divisão com comida rápida e um DVD e reze para que os bebés não acordem.

Republished by Blog Post Promoter

138 Festa em casa - A melhor festa de sempre

A melhor festa de sempre

Seja original e o seu feito será objeto de lenda. Pense em servir o pequeno-almoço (algo simples como rolos de toucinho fumado) aos convidados mais cansados por volta da meia-noite ou arranje fogo-de-artifício.

Faça sacos de festa repletos de balões, fitas, chapéus e línguas de sogra. Contrate um artista – um comediante ou um imitador. Deixe folhas com pedidos de músicas ao DJ nas mesas dos convidados para que eles pensem que controlam a música. Cubra o teto com luzes coloridas e coloque brilhantes nas mesas.

Deve haver um fácil acesso às bebidas, às casas de banho e ao exterior.

As flores serão um desperdício de dinheiro numa atmosfera cheia de fumo e escura, por isso é melhor gastar o dinheiro em esculturas de gelo ou quedas de água. Alugue copos coloridos e espalhe copos misturadores para os convidados poderem experimentar.

Republished by Blog Post Promoter

130 Má anfitriã - Má anfitriã

Má anfitriã

Uma anfitriã moderna deve sempre:

♦ Apresentar os seus convidados mesmo que pense que eles já se conhecem.

♦ Aceitar a oferta de ajuda na cozinha se suspeitar que uma amiga deseja conversar (ou que quer fugir do horrível irmão do namorado).

♦ Manter os copos cheios.

♦ Dar ao co-anfitrião (se existir um) uma lista razoável de preocupações.

♦ Ter a bolsa de maquilhagem na casa dc banho para retocar quando ficar tudo borrado.

♦ Oferecer o vinho e os chocolates que um convidado tiver trazido (exceto se forem de má qualidade e for óbvio que a pessoa estava à procura de uma noite barata).

♦ Não levantar problemas por causa da arrumação (mesmo que tenha de lavar e secar a loiça antes de ir para a cama, diga aos convidados que não se preocupem porque você só tratará disso na manhã seguinte).

♦ Não se sentir aborrecida por ter de fazer a arrumação – mesmo quando os convidados se oferecem para ajudar, eles podem sentir-se injuriados se realmente lhes der uma toalha para limpar a loiça.

Republished by Blog Post Promoter

133 Cozinhar - Não sei cozinhar, não quero cozinhar… tenho de cozinhar

Não sei cozinhar, não quero cozinhar… tenho de cozinhar

Algumas pessoas são fantásticas na cozinha e procuram inventar pratos para os seus convidados. Mas a maioria de nós precisa de uma tarde e de um bom livro de receitas para preparar até as refeições mais básicas. Então, como pode evitar envenenar os amigos e família?

1. Não seja demasiado ambiciosa. Um simples spaghetti à bolonhesa bem confecionado é quase sempre melhor que um pato com laranja mal confeccionado.

2. Pratique com alguém que não precisa de impressionar – o seu namorado/marido/colega de apartamento não se importa desde que seja alimentado.

3. Escolha um prato que possa ser facilmente preparado e colocado no frigorífico/congelador na noite anterior – sopa caseira ou profiteroles e molho de chocolate, por exemplo.

4. Faça batota. Se a ideia de confecionar três pratos, realmente a aterroriza, vá ao supermercado local. Alguns pratos já preparados são saborosos, simples e normalmente mais baratos do que fazê-los em casa. Ornamente-os com extras: ervas frescas, molhos ou queijo ralado.

5. Apresente alimentos não cozinhados: queijo e tostas, salada de tomate e mozarela, frutos frescos e natas, etc.

6. Faça a lista dos ingredientes antes de ir às compras – não quer esquecer-se de nada na confusão – e compre em maior quantidade que aquela que necessita.

7. Todos precisam de um plano de apoio: tenha alguns menus de comida rápida em casa.

8. Se não está habituada a dar grandes jantares, não convide mais de seis pessoas nas primeiras ocasiões.

9. Sirva aperitivos, para o caso de o jantar demorar um pouco mais do que planeava – convidados a desmaiar é muito irritante. Mas deve pensar nas horas. Dê 30 minutos para comer a entrada e sirva o prato principal uma hora depois de colocar o primeiro prato na mesa. Pode depois servir a sobremesa quando entender.

10. Não fique embriagada até o prato principal estar servido. Depois beba um copo de vinho e elogie-se a si mesma por ter ousado ser anfitriã dc uma tal noite – mesmo que as cenouras estejam desfeitas e a “Pavlova” ainda não tenha descongelado.

Republished by Blog Post Promoter

125 Convidados que abusam - Convidados que abusam da hospitalidade

Convidados que abusam da hospitalidade

É divertido ser-se sociável, mas mesmo a mais altruísta das deusas domésticas aprecia algum descanso de vez em quando. Os amigos que insistem em ficar são um pesadelo. Por quanto tempo devem eles permanecer em nossa casa?

Se convida pessoas para jantar, é perfeitamente aceitável oferecer uma última rodada dc cafés às 23 horas num dia de semana e à meia-noite ao fim-de-semana. Claro que, se a conversa ainda está animada e se sente acordada, encoraje os seus amigos a ficar enquanto eles quiserem. Se está a bocejar desde a meia-noite mas os seus convidados ainda estão animados às 2 horas da manhã, vista o pijama ou dedique-se à sua higiene noturna.

Se convidou as pessoas para passar a noite, certifique-se de que tem um bom pequeno-almoço para elas – e alguns jornais também seria bom. Não as acorde, exceto se precisar de ir a algum lado urgentemente ou se já passar do meio-dia. Quando elas acordarem, mostre-lhes como funciona o chuveiro, etc, depois prepare o café, as torradas e outras delícias. Os convidados educados sairão pouco depois.

Se os seus convidados não mostram sinais de se mexer, deixe dicas sobre o dia ocupado que tem pela frente. Se eles continuarem sentados preguiçosamente no sofá à tarde, peça-lhes para saírem. Não tem de ser indelicada – de facto, pode lamentar-se de não poder ficar sentada a conversar o dia todo porque a roupa não se lava sozinha.

Se as pessoas pedem para ficar durante algum tempo, estabeleça uma data e faça-as cumprir. E lembre-se de que pode sempre recusar – a sua casa é o seu santuário. Estabeleça regras logo que as pessoas chegam, arranje chaves sobressalentes para que não tenham de andar sempre uns atrás dos outros e aceite ofertas razoáveis de ajuda financeira ou doméstica. Isso fará com que ambos tenham pouco de que se ressentir quando começar a arrepender-se de ter uma porta sempre aberta. Sem nos apercebermos, ter pessoas em casa – mesmo familiares – põe-nos sob muita pressão, por isso não se sinta mal por dizer que não lhe convém. E lembre-se, a sua família é só sua. O seu companheiro não estará tão pronto a partilhar a casa com a sua irmã como a leitora.

Republished by Blog Post Promoter

Time executed 0 seconds