Posts

85 Escrever uma carta - Como escrever uma carta que as pessoas desejam ler

Como escrever uma carta que as pessoas desejam ler

Tente não analisar o seu estilo de escrita nem se preocupar demais com a ortografia e a pontuação. Desde que a carta seja legível e bem-intencionada, os amigos não se preocuparão com os pormenores. Tendo dito isto, se for correspondência oficial ou importante, os dicionários (eletrónicos ou outros) existem por alguma razão e podem ajudar muito para que a sua mensagem seja levada a sério.

Se for um bilhete pessoal, escreva com clareza numa folha vazia. Não perca tempo se a sua mão lhe doer após anos de utilização de computadores – vá direita aos acontecimentos, pessoas e sentimentos desde que se viram pela última vez. Inclua fotografias, se as tiver, e o recetor as desejar. Pergunte mais do que apenas como se sentem – lembrete das preocupações e das mudanças e escreva perguntando por estas, Despeça-se assinando da forma que quiser, com afeição genuína e muitos beijos.

89 Escrever não é opção - Quando escrever não é opção

Quando escrever não é opção

♦ Nunca termine uma relação através de uma carta. Aquela história do ‘Querido John’ é muito fria. Uma rapariga moderna arranja coragem e enfrenta o homem cara a cara… Ignore as súplicas e as choradeiras e faça o que tem a fazer.

♦ Não anuncie um despedimento por telefone ou por carta. Você tem de reagir à medida que dá as más notícias e oferece conselhos, tranquiliza e critica. Suavize as arestas com uma abordagem pessoal.

♦ Tente dar boas notícias pessoalmente às pessoas que lhe são chegadas. Dizer à sua família que vai casar ou que está à espera de bebé é uma oportunidade demasiado boa para desperdiçar – vai querer ver as suas caras e ter a oportunidade de celebrarem juntos.

♦ Da mesma forma, se tiver más notícias, tem de ser capaz de reconfortar a pessoa imediatamente. É difícil ver lágrimas, mas tem de estar presente e pensar no futuro.

♦ Se vai cancelar um encontro, é boa educação telefonar à pessoa e mudar a hora e o local. Fazê-lo por e-mail pode parecer uma desconsideração (e que teve uma melhor oferta e quis manter a agenda limpa sem explicação).

86 Escrever obrigação - Quando escrever é uma obrigação

Quando escrever é uma obrigação

♦ Convites formais – se manda um convite, os convidados automaticamente assumem que “têm de ir”. Inclua a hora, o local e vestuário e peça detalhes acerca de alergias ou hábitos vegetarianos, se existirem. Escreva com clareza os nomes das pessoas que está a convidar, caso contrário as pessoas aparecerão para eventos elegantes com as crianças.

♦ As cartas de agradecimento mostram consideração porque exigem tempo e esforço. As escritas à mão são lindas de receber e raras nos dias que correm. Faça um esforço e tire uma tarde após o seu aniversário ou o Natal para as escrever. Faça referência ao presente ou à boa ação diretamente, reserve algumas linhas para novidades e pergunte como a pessoa se sente antes de se despedir com outro obrigado e os melhores cumprimentos. O seu esforço será apreciado.

♦ Deve enviar cartões de aniversário – um e-mail, um fax ou um telefonema não têm a mesma importância. Mesmo que veja a pessoa no seu dia especial, um cartão dar-lhes-á algo que guardar, rir e lembrar. Todas as pessoas gostam quando é feito algum esforço.

♦ Quando uma pessoa que lhe é próxima perde um familiar, é simpático e apropriado enviar um cartão de condolências. Exprima o quanto lamenta e escreva algumas palavras sobre a pessoa falecida. Seja breve e sincera e não fale de si.

♦ Enviar um cartão de melhoras é uma boa forma de animar os doentes e imobilizados quando estão presos em casa com a televisão e uma sopa como única companhia.

♦ Embora demore muito tempo escrever a um amigo contando todas as novidades e mexericos, por vezes simpático partilhar os seus pensamentos numa tarde chuvosa. Pode não estar com vontade de conversar ao telefone e além disso pode estar a ligar a uma hora
inconveniente para o seu amigo. Receber uma carta é um luxo e pode ser apreciado com uma chávena de chá na altura certa.

93 Como escrever um e mail - Como escrever um e-mail

Como escrever um e-mail

1. O e-mail serve para poupar tempo, por isso não o escreva como se fosse uma carta, com data, endereço e cumprimentos formais. Seja breve e vá direta ao assunto.

2. Referencie os e-mails com clareza na janela de assunto. Atualize o assunto se o mesmo e-mail é enviado de um lado para o outro ou é reenviado para outra pessoa.

3. As letras maiúsculas podem ser sinal de má educação se fora do contexto. Pode querer dar ênfase a um ponto e outros pensarão que está zangada, a gritar ou impaciente. Escreva apenas maiúsculas numa palavra se quiser causar um impacto dramático.

4. Não tente ser divertida nem sarcástica – isso é impossível de digitar.

5. Tente não escrever mais do que um ecrã de texto. A maior parte das pessoas lê os e-mails no trabalho e têm pouco tempo para o fazer.

6. Não envie ficheiros aborrecidos nem cartas em cadeia. Elas não funcionam ou, se as conseguir abrir, pensa sempre por que razão se deu a esse trabalho. Se não consegue enviar um e-mail pessoal, não envie de todo. As circulares são um veneno para a vida das pessoas muito ocupadas.

7. Não fique zangada se não receber uma resposta imediata. Todos têm o seu horário próprio. Se for muito urgente, agarre no telefone e fale.

8. Não tente tratar de um assunto preocupante via e-mail. Seja corajosa e vá falar pessoalmente com as pessoas ou telefone-lhes. Os problemas resolvem-se mais depressa e em privado, se for necessário, e não terá pesadelos sobre o que a espera na sua caixa de correio de e-mail na manhã seguinte.

9. Verifique o endereço dc e-mail cuidadosamente antes de enviar uma mensagem. Esteja atenta.

10. Não escreva nada num e-mail que não deseje que o seu patrão saiba. A maioria das empresas monitorizam-nos e os tipos da cave frequentemente recebem ordens para os armazenar durante um determinado período de tempo. Por vezes os computadores das empresas estão programados para detetar palavras menos próprias e conversas anti-empresa, por isso tenha cuidado.

87 Voltar a escreber - Vou escrever novamente...

Vou escrever novamente…

Entrar em contacto com pessoas passado muito tempo é sempre difícil, mas por vezes vale a pena fazer o esforço. Provavelmente elas também estarão com saudades suas.

Um dos tipos de cartas mais difíceis de escrever é a um velho amigo com quem se zangou. Você foi horrível, ele foi grosseiro consigo e antes de dar por isso já passou um ano e muito rancor. Com o tempo, as coisas normalmente arrefecem e você invariavelmente percebe que precisa desta pessoa na sua vida, por isso experimente mandar um cartão de Natal com uma carta dizendo o quanto sente a falta dele e que a vida é demasiado curta para cometer um tal erro. Tem noventa por cento de hipóteses de ele entrar em contacto consigo – escrever dá a alguém tempo para pensar na sua reação e vocês têm uma boa oportunidade de se tornarem novamente amigos. É o poder da caneta!

Nunca pense que é demasiado tarde, ou que são ambos demasiado diferentes, ou que a esqueceram. Mesmo que isso tenha acontecido, será uma bela viagem ao passado. Procure informações através de amigos mútuos, sites na Internet ou experimente a última morada que tem dele… pode ser que a mãe ainda lá viva. Não seja demasiado intrometida nem possessiva. Conte-lhe os últimos acontecimentos que se deram consigo e lembre-lhe os bons velhos tempos. Forneça-lhe o seu endereço de e-mail e número de telefone – todas as opções são válidas quando já não fala com alguém há muito tempo.