Assim que faz 25 anos, a época da boa vontade torna-se menos uma época de festas, presentes, e talvez uns beijos para se tornar uma época de stress, despesas e a salvação de uma caixa de chocolates quando finalmente consegue obter alguma paz e sossego.

166 Presentes - Quanto dinheiro deve gastar em presentes?

Quanto dinheiro deve gastar em presentes?

Antigamente os presentes eram simples lembranças de amor e amizade. Nesta época de publicidade e de consumo em que vivemos, parecemos todos obcecados com o preço das coisas. Não queremos apenas receber os maiores presentes da árvore como também os queremos oferecer. Mas dar presentes não deverá ser preocupante se seguir estas orientações:

♦ Gaste apenas o que puder. Ninguém quer que fique com dívidas por causa de outras pessoas.

♦ Não se sinta embaraçada por impor um limite – é melhor se todos concordarem cm gastar apenas uma determinada quantia.

♦ Lembre-se do ano passado. O que é que cada pessoa lhe ofereceu? O que lhes ofereceu? Sentiu-se “sovina” ou extravagante? Escolha o presente de cada um de acordo com o ano passado.

♦ Tente não competir com os muito ricos.

♦ Concorde em fazer um pacto com alguns amigos de oferecerem presentes – ambos ficarão gratos.

♦ Gaste mais ou menos o mesmo com irmãos e com pais, para evitar comentários.

♦ Algumas pessoas – especialmente os adolescentes – normalmente preferem/precisam de dinheiro ou de cheques-prenda. Não lhes ofereça algo que eles nunca hão-de usar só porque os cheques e o dinheiro são impessoais,

♦ Se comprar um presente com cuidado, atenção e carinho, o preço não importa.

♦ Guarde os recibos e ofereça-os às pessoas depois de elas abrirem os seus presentes – especialmente quando comprar roupa ou joalharia.

♦ Se realmente odeia um presente que recebeu mas as pessoas que lho deram adoram o seu presente, agradeça a Deus pelo seu bom gosto e fique feliz por as ter feito felizes. Não dê só a pensar em receber.

Republished by Blog Post Promoter

163 Natal com a família - Devemos passar o Natal com a família?

Devemos passar o Natal com a família?

A maioria das crianças tem um sentido de lar quando se trata do Natal até elas terem também os seus próprios filhos. No entanto, pode fazer algo em sua casa. Seria mais preocupante viajar com o seu companheiro e amigos – e normalmente também mais barato – do que passar o Natal com a sua família. Mas é importante lembrar os sentimentos da sua família, por isso…

♦ Faça uma mini-festa de Natal antes ou depois para trocar presentes.

♦ Telefone de manhã para lhes desejar um bom dia.

♦ Dê-lhes o máximo de tempo de avisos possíveis.

♦ Não esteja constantemente a falar do seu Natal moderno, tranquilo e sem stress. Provavelmente a sua mãe está na cozinha com a mão enfiada dentro de um peru.

♦ Se se divertiu, sugira ir para fora com a sua família no próximo ano.

♦ Não os evite durante muitos anos seguidos. Eles ficarão paranóicos.

♦ Tenha consideração. Tente ir a casa se tem um irmão ou irmã que terá de levar com toda a família se você desaparecer.

Para muitos casais, dividir o tempo entre pais e sogros é o maior problema nesta altura do ano. Quando se é jovem, livre e descomprometida, automaticamente se assume que irá passar o dia de Natal com os seus pais. Depois conhece-se outra pessoa e os pais dele pensam o mesmo. As mães começam a perguntar em Setembro o que vamos fazer, ambas nervosas por a outra mãe ser a contemplada. O mesmo acontece frequentemente a filhos de pais divorciados. Você pode:

♦ Passar a noite de Natal com uns e o dia de Natal com outros.

♦ Não passar com nenhum deles. Apreciem o facto de estarem um com o outro e façam as visitas quando lhes apetecer, no dia a seguir ao Natal ou talvez no dia de Ano Novo.

♦ Separarem-se – deixá-lo passar o dia com os pais dele enquanto você o passa com os seus. É uma pena, mas acaba com o ciúme entre pais e sentir-se-á mais confortável e saberá o que esperar. Você não quer desperdiçar um Natal com estranhos que fazem tudo de maneira diferente. Se estão na mesma cidade, podem sempre encontrar-se quando os parentes tiverem adormecido em frente à televisão.

♦ Ver ambos os pais. Não estou a falar em comer dois perus, mas em almoçar num lado e jantar no outro. Eu e o meu marido achamos que este é o melhor método: o almoço é muito importante em casa dos meus pais por isso estamos lá até às 17h00, altura em que vamos para casa dos pais dele onde beber, fazer jogos e jogos de bebidas são muito importante.

♦ Convide todos para sua casa – dessa forma, eles podem vê-la, se quiserem. No entanto, a sua casa provavelmente é pequena, você não é uma cozinheira muito experimentada e as famílias podem não se dar bem. Guarde esta opção para quando estiver mesmo farta de os ouvir.

Republished by Blog Post Promoter

162 Natal - O Natal

O Natal

Como é que consegue manter a chama da juventude acesa quando descobriu que afinal, o Pai Natal não existe e que tem de ir trabalhar no dia 27 de dezembro?

Bah, seja como for, o Natal é maravilhoso porque:

1. Recebe muito correio.

2. É obrigada a lembrar-se e a enviar cumprimentos para as pessoas com quem não está no resto do ano.

3. Pode ir a festas todas as noites, se quiser.

4. É a única altura do ano em que as ressacas são aceites no trabalho – quase obrigatórias.

5. Consegue satisfazer o seu fetiche de cobrir a casa com luzes coloridas e brilhantes.

6. Em que outra altura pode jantar picklcs de cebolas, comer depois rebuçados de hortelã-pimenta e salmão fumado, tudo juntamente com um copo de licor de nata.

7. Recebe presentes – alguns dos quais até gosta.

8. Tem de ficar em casa todo o dia com a lareira acesa. Não tem de se sentir preguiçosa porque o ginásio está fechado e não está ninguém no trabalho.

9. Vai para casa e age como uma criança. Visita o bar local e encontra velhos colegas de escola, é repreendida pelo seu pai por assustar o gato quando entra em casa depois da missa do galo (a única altura em que vai à igreja durante todo o ano) e a sua avó anda à sua volta como se você fosse uma princesa.

10. Canta canções de Natal vezes sem conta e tenta ensiná-las ao seu irmão adolescente. E ele não a odeia por isso.

Republished by Blog Post Promoter

164 Evitar combates - Evitar conflitos

Evitar conflitos

Adoramos as nossas famílias, mas o parentesco também cria loucura. Ao meio-dia, todos aqueles sorrisos já estarão a fazê-la sentir vontade de se enforcar numa árvore. Não é para rir: há mais pessoas a pedir antidepressivos ou divórcios no Natal do que noutra altura do ano. Como evitar o colapso nervoso ou na relação?

♦ Não se mude de malas e bagagem durante três dias, vá somente almoçar.

♦ Se algo a preocupa, mencione-o com antecedência. Não faça uma cena quando está a pôr as bolas na árvore de Natal.

♦ Respeite a maneira de fazer as coisas do seu anfitrião. Mesmo que esteja em casa dos seus pais, a casa é deles e, se eles querem brincar às charadas durante três horas, podem fazê-lo.

♦ Se não tem nada de útil para dizer, não diga.

♦ Se uma situação complicada se levanta, sugira um jogo ou um passeio para espairecer.

♦ Não reaja com embaraço se tiver levado um amigo ou namorado.. Todos sabem que as famílias são um tanto malucas.

♦ Tente ver o lado positivo. Vai sentir-lhes a falta quando eles tiverem desaparecido.

Republished by Blog Post Promoter

165 Quem cozinha - Quem cozinha?

Quem cozinha?

O trabalho na cozinha normalmente recai sobra a anfitriã, a mulher de casa. Se se sente mal em relação a isso…

♦ Telefone com antecedência e pergunte o que pode levar: uma tábua de queijos, as sobremesas…? Pode até preparar e cozinhar os vegetais, de forma que tenham somente de ir ao micro-ondas antes de pôr a mesa.

♦ Demasiados cozinheiros podem estragar tudo, por isso, se a anfitriã disser que não necessita de ajuda, ofereça-se para servir as bebidas, pôr a mesa, arrumar, etc.

♦ Se necessitar de algum item especial (assado de noz vegetariano, por exemplo), traga-o consigo para evitar o stress do cozinheiro.

♦ Se uma ou duas pessoas fizeram a maior parte do trabalho, agradeça-lhes. Os jantares de Natal demoram muito tempo a preparar.

♦ O cozinheiro não deve lavar a loiça.

Republished by Blog Post Promoter

Time executed 0 seconds